Comportamento

Chegando a uma festa, evite ditos como, por exemplo, “só vim porque era pra você”, pois aí então será inevitável que o dono da casa pense que você está apenas querendo valorizar sua presença e ser tratado com mais distinção.

Apanhado

Historicamente, não é correto se dizer que Virgílio Távora foi ministro de João Goulart, quando ele exerceu a função no gabinete do primeiro-ministro Tancredo Neves, no curto período do regime Parlamentarista.

Palpite

Toda forma de vício é ruim, não importa que seja álcool, droga ou idealismo. (Carl Jung)

Ilustradas

Antenor Barros Leal e Bel de Sá. (Evando)

Vã filosofia

Quando se pretende reforçar a elegância de alguém, é mais apropriado anunciar “elegantérrimo” ou “elegantérrima”, em vez de “elegantésimo” ou “elegantésima”, que implica que a pessoa falante está querendo bancar o esnobe ou pelo menos ser diferente.

Bola rolando

Melhores goleiros para a Seleção não foram brilhantes em seus clubes, podendo ser citados Gilmar e Taffarel, enquanto Barbosa e Castilho, absolutos no Vasco e Fluminense, nunca se portaram igual defendendo o escrete.

Não morra pela boca

Evite sua cota de estresse eliminando ou reduzindo ao mínimo o consumo de doce, cafeína, álcool, gordura, laticínios, carne vermelha, pão branco, farinha branca, comida apimentada e aditivos conservantes.

Apanhado

Contando com os quatro do primo Edilson, que foi eleito em 58, 62, 66 e 70, os Távora representam um borderô de onze mandatos federais (Senado não vale), sendo três para Virgílio, igual para o Carlos Virgílio e um para Fernandes Távora, pai, tio e avô.

Laboratório

“Filosofia Peditiva” expressa o saber pedir, se você faz um pedido e recebe sim, evite fazer outro na mesma ocasião, pois aí então está se dispondo a ganhar um sonoro não.

Primeira Página

Afilhado e compadre jubilado prof. Josué de Castro me envia uma preciosidade, já habitando a melhor parede de minhas recordações. Trata-se, no caso, de foto referente à recepção que ofertou ao governador Virgílio Távora e dona Luíza. Que aparecem impecavelmente trajados, em black-tie, recebidos pelo anfitrião e por mim. Aconteceu lá em cima, na Federação das Indústrias, ainda no centro da cidade, por especial deferência do então presidente José Raimundo Gondim. Uma noite e tanto, apuradíssima, até na música ao vivo, que penso ter sido do Alberto Mota. Aliás, Josué era, naquele tempo de solteirice exposta, o enfant gatê das moças casadouras e talvez preferencialmente de suas mães, candidatas a sogras.