Aos pés

Com a proliferação dos bifês, tudo mudou. Todavia, se é pra ser em casa, não necessariamente como antigamente, na dos pais da noiva. Exemplo, se estes residem em zona perigosa, passa a prevalecer a dos pais do noivo, influindo também questão das posses financeiras e do tamanho dos locais.

Aos pés

Padrinhos ou meros convidados abastados podem perfeitamente presentear os noivos em dinheiro. Agora, a única oferta que não pode ser feita é o quarto dos nubentes, que aí caberá exclusivamente ao casante.

Aos pés

Quando o casamento programado é desfeito, os presentes devem ser devolvidos, a não ser aqueles que já foram gastos, como vestuário, perfume ou objetos de cama e mesa.

Aos pés do altar

Rigorosamente, portão principal da igreja deveria ser reservado aos noivos, porém acontece que isso nunca é cumprido.

Aos pés do altar

Tem um presente que ninguém deve dar em casamento, nem se for padrinho. Trata-se do quarto do casal, cama, guarda-roupa, cômoda, criado-mudo, pois é uma exclusividade do noivo.

Aos pés do altar

Noivo não precisa usar relógio, pois sabe perfeitamente a hora em que se vai amarrar... provavelmente, para sempre. A não ser que seja de algibeira, uma joia de família.

Aos pés

Num casamento, os padrinhos devem se encarregar dos presentes pesados, tais móveis, geladeira, televisão.

Aos pés do altar

A despedida de solteiro caiu em desuso quando virou farra com mulher no meio, antes era só álcool, que se prolongava até o amanhecer. Com o mulherio geralmente pago participando, as noivas começaram a dar o contra, e o Clube do Bolinha acabou.

Aos pés do altar

As palavras mais aprazadas para serem pronunciadas pelos convidados na fila de um casamento são “felicidade”, para os noivos, e “parabéns”, aos seus pais.

Aos pés

É muito importante que os pais dos noivos promovam uma recepção sem sair de seu orçamento, pois dispender além das posses constrangerá os convidados e, além do mais, é bastante desagradável credores à porta na hora da ressaca, no dia seguinte.