Danações

Famoso playboy carioca, e coração de pai não se engana, achando que o filho era gay, o enviou para uma escola militar na Áustria, para se “curar”. Não adiantou, o rapaz voltou ainda mais homerengo.

Danações

Apesar de antes de ator haver exercido profissão de alta virilidade, tal motorista de caminhão, Rock Hudson era gay e dos mais sequiosos, forçado pelo estúdio, chegou a casar, só que de dedo no nariz, porque sua praia era outra. Morreu de AIDS, e já estava atacado quando foi jantar na Casablanca, a convite de seu ex-colega Ronald Reagan.

Danações

Dos mais formosos atores do cinema, Tyrone Power era bissexual. Teve dois casamentos com belas mulheres, mas também apreciava um igual, quer dizer, chutava com as duas.

A cor do desvio

Eleita como a tonalidade favorita dos gays, o rosa-choque só o é daquela turma mais afoita, quer dizer, desmunhecante. A cor favorita do gay mais ou menos contido é o branco, por mais estranho que isso possa parecer.

Danações

Tido e havido como “un homme à femme”, que de fato era, o armador Aristóteles Onassis também dava valor a um jovem garboso, tanto que tentou levar pra cama o marujo de um dos seus navios, chamado Júlio.

Danações

Por motivos óbvios, nunca pergunte à mãe de um gay quando é que esse seu filho vai casar.

Danações

Os pais que se cuidem, filho de 14-15 anos que diz que não vai sair pra namorar, pois prefere ficar em casa estudando... como eu não queria assim, tem coisa.

Danações

O segredo mais bem guardado de toda a humanidade foi o de Eleonor Roosevelt, primeira-dama dos Estados Unidos, que era lesbiana, e só se veio a saber quando ela pereceu e o marido não mais presidente.

Danações

Nos seus primeiros anos em Hollywood, Cary Grant posava de homoativo. Com o correr dos tempos, tornou-se hetero e casou cinco vezes, todas com mulher.

Danações

Beth Klabin, dona do primeiro cartão de crédito brasileiro, Dinners, que já deve ter partido, costumava dizer que mulher não liga pra perna de homem, quem olha pra perna de homem é gay.