Bola rolando

Muito mal escalado pelo dorminhoco Feola, Garrinha despediu-se da Copa do Mundo perdendo pra Hungria, em sua única derrota com a camisa da Seleção.

Bola redonda

Pelé e Garrincha jogaram juntos pela última vez na Copa da Inglaterra, em 1966, vencendo a Bulgária de 2X0, cada qual fazendo um gol, só que de bola parada, na única vitória da Seleção no mais importante de todos os Mundiais, com a Rainha Elizabeth entregando a taça ao time de casa.

Bola redonda

Artilheiro da Copa de 1950, Ademir marcou oito gols, dois no México, um na Iugoslávia, quatro na Suécia e um na Espanha. A crônica quase sempre aponta dois na Espanha, acontece que um deles o juiz deu como tendo sido do zagueiro ibérico Parra.

Bola redonda

Muita gente mal informada se queixa que Pelé nunca ajudou Garrincha em seu infortúnio final, acontece que o Rei jamais negou, quando procurado.

Bola redonda

O primeiro Campeonato Paulista disputado por Pelé foi o de 1957, entretanto o campeão foi o São Paulo de Zizinho. O Santos, clube do Rei, terminou em terceiro.

Bola redondíssima

No primeiro jogo em que Pelé marcou mais de dois gols jogando pela Seleção em Copa do Mundo, foram os três na partida contra a França, em 1958, só que seu marcador, Jonquet, estava na enfermaria, pois naquela época ainda não havia substituição, e ele tinha levado um coice do Vavá.

Bola redondíssima

Pelé só fez uma Copa inteira, sua última, em 70, no México. A primeira, na Suécia, só entrou na terceira partida; a segunda, no Chile, se machucou ainda no primeiro tempo e não mais atuou; a terceira, na Inglaterra, inteiro só o jogo de estreia, tendo ficado de fora do decisivo frente à Hungria.

Bola redondíssima

Pelé estreou na Seleção perdendo pra Argentina, porém marcou nosso único gol. Todavia, em seu primeiro jogo em Copa do Mundo, não assinalou nenhum tento, aconteceu em 1958, na Suécia, contra a Rússia.

Bola redondíssima

Pelé foi um caso raríssimo, no futebol brasileiro, de haver jogado pela Seleção antes de ter participado de algum jogo por seu primeiro time profissional, o Santos da Vila Belmiro.

Bola redonda

Primeira derrota do Brasil em Copa do Mundo aconteceu no primeiro jogo que disputou no primeiro Mundial, quando enfrentou a Iugoslávia. A Seleção tinha alguns bons jogadores e um grande craque, o centromédio Fausto, porém cariocas e paulistas brigaram nos bastidores, e São Paulo acabou dando um só jogador, o centroavante Araken, que pertencera ao Santos, mas estava sem clube. Todos os outros eram do Rio, tirante alguns de Niterói.