Conselho de ouro

De Márcio Mendes, em seu livro “Sorrindo Pra Vida”, que Maria Amoreira me mandou: “Veja tudo. Corrija um pouco. Deixe passar muito.” Não se trata de fazer papel de bobo, e sim de bondoso.