Comendo bem

Los Caracoles é um tradicional restaurante de Barcelona, pertinho das Ramblas, que não prima pelo conforto, porém os frangos no espeto e os camarões compensam plenamente. Os garçons são todos muito profissionais, de agilidade impressionante, e curtem uma boa gorjeta.

Comendo bem

Pratos que guardei: Steak Diana do Bife de Ouro do Copacabana Palace, um filé cortado fino, servido com arroz branco e molho madeira.

Dica de pasto

Melhor restaurante em Fortaleza, levando em conta apenas os que não existem mais, foi o Panela, do Iracema Plaza Hotel, obra-prima do meu particular amigo e hospedeiro Chico Philomeno. O Sandra’s, sobretudo na fase da praia, foi bem, mas a Sandra era cozinheira de receita, não era muito criativa, e a melhor coisa que dela provei foi uma carne de sol, que preparou, aí, já nas Dunas, para o grande Zózimo Barrozo do Amaral. O Panela era um bistrô tipo parisiense, em seus anos iniciais, com apenas 28 lugares, e fazendo fila nos fins de semana.

Pasto antigo

O Lido, restô instalado em meio dos anos 50, pelo francês Charlie Dell’Eva, no seu glorioso início, depois das dez da noite ninguém podia mais entrar, embora quem já estivesse dentro permanecesse, não por muito tempo.

Histórias do pasto

Fui eu que inaugurei o Panela, obra-prima do Chico Philomeno, promovi uma noite de gravata preta, com a presença do melhor do melhor, inclusive o Rubens Costa, que contra a sua vontade estava deixando Banco do Nordeste, onde cumpria brilhante gestão, pelo BNH, numa imposição do grande presidente Médici, transmitida pelo poderoso ministro Delfim Neto.

Coisas do pasto

As duas grandes fases dos restaurantes do Náutico e do Ideal foram, respectivamente, com José Khoury, que não entendia de cozinhas, mas disciplinava a turma, e os tchecos Navratil, que mantiveram, durante anos, casa cheia até no almoço. Ambos saíram por razões que as diretorias poderiam perfeitamente ter contornado.

Pasto passado

Pouca gente sabe que antes de abrir o Sandra’s, na Beira-Mar, Sandra Gentil passou pelo Panela, na Praia de Iracema, por sinal, no meu entender, o Panela foi melhor que o Sandra’s.

Pasto antigo

O Lido, restô instalado em meio dos anos 50 pelo francês Charlie Dell’Eva, no seu glorioso início, depois das dez da noite, ninguém podia mais entrar, embora quem já estivesse dentro permanecesse, não por muito tempo.

Fundo

A baixa cotação dos políticos é revelada pelo fato de que os restaurantes paulistas, que exibiam retratos deles como frequentadores habituais, tiraram os quadros da parede, porém mantiveram um prato, Robalo al Funghi.

Aula maestra

O serviço Vermeil é o mais requintado (e mais caro) do mundo. Trata-se, no caso, de talheres de prata banhados a ouro. Aqui, nunca vi. Não sei mesmo se a Yolanda Queiroz teve, embora recebesse muito, e até mesmo figurões da sociedade brasileira e da política nacional.