Caldo também

Existe um vinho apropriado para se tomar com a sopa, trata-se do Xerez.

Hora de coquetel

Na programação das bebidas face as horas, tem espaço até pra cachaça, na madrugada, antes de mergulhar no açude, ou ao meio-dia, acompanhando a feijoada.

Hora de coquetel

Cerveja é a única bebida que se pode tomar em jejum sem se arriscar a dor de cabeça na certa. E se o pileque foi de destilada, pode ser usada para atenuar a ressaca inevitável.

Hora de coquetel

Só não existe vinho para salada de legumes, pois até a de frutas vai bem com vinho do Porto.

Hora de coquetel

Campari é a bebida recomendável para quem bebe pouco ou, naquela ocasião, não pretende beber. Além do mais, é gostoso de se ver. Aliás, o nome do drink em questão é bitter, que significa amargo, tanto que se diz para o garçom: Vou de bitter Campari.

Hora de coquetel

Com toda essa canícula, uísque aqui pelo Nordeste só depois das cinco da tarde, e em forma de drinque-longo, com bastante gelo e uma mistura, preferencialmente água.

Hora de coquetel

Vinho branco deve ser servido bem frio, mas, jamais, o copo pode receber gelo, que altera o paladar da bebida. Outra observação que pretendo fazer é sobre se pode acompanhar carne vermelha, não, não pode. Vinho branco serve para pescados, mariscos, frutos do mar e aves.

Hora de coquetel

Só tem uma bebida que pode ser tomada em jejum, trata-se da cerveja, presta-se, outrossim, a aliviar ressaca do dia seguinte, quando pileque da véspera aconteceu ser de destilada.

Hora de coquetel

Tirantes doces, frutas e legumes, a cerveja vai bem com o resto, sobretudo em almoços. É também o único álcool que se pode tomar em jejum, pois alimenta.

Hora de coquetel

O vinho branco, sempre servido bem frio, casa bem com peixes, crustáceos e carne branca, tal peru. Porém, é impróprio para carnes vermelhas, estragando o bife e prejudicando o gosto do álcool.