Golpe de Mestre

Nunca diga ou escreva perca, e sim perda, pois perca se trada de um peixe, enquanto perda procede do verbo perder.

Golpe de mestre

“Extrato”, quando é bancário ou solução, é escrito com X. Quando se trata de nível social, é com S que se escreve.

Golpe de mestre

O adjetivo “essencial” não carrega acento, apesar de provir do substantivo “essência”.

Golpe de mestre

“Espontaneidade” é a fórmula correta, sendo, portanto, “espontaniedade” a maneira que não deve ser utilizada.

Golpe de mestre

“Entreti-me” é a forma errada. Se você pretende falar ou escrever corretamente, deve dizer “entretive-me”.

Golpe de mestre

Forma correta será sempre “piquenique”, que provém do francês “pic-nic”, palavra que não está computada na língua portuguesa.

Golpe de mestre

“Disfrutar” com I não existe, para cunhar o verbo que pode ser substituído por “usufruir” ou “curtir”, você deve apelar para o E, ficando, assim, “desfrutar”, que é o correto.

Golpe de mestre

A palavra “sentinela” é do gênero feminino, mas pode designar o sexo masculino ou feminino. O determinante que a precede nunca se altera. Exemplo: Quem é a sentinela de plantão?

Golpe de mestre

A palavra “pião”, com I, significa um brinquedo de madeira em forma de pera, com um bico e um fio e que gira sobre si mesmo. Agora, “peão”, com E, designa a pessoa que anda a pé.

Golpe de mestre

“Relutante” é um adjetivo que caracteriza uma pessoa que se opõe a alguma coisa. Agora, para caracterizar alguém indeciso, a opção é “reticente”.