Música, maestro

A única vez que João Gilberto, Papa da Bossa Nova, veio ao Ceará, e acredito mesmo que a única, foi trazido por mim, em parceria com a Rádio Dragão do Mar, e apresentado no Country Club, onde ele parou de tocar, pois uma mesa insistia em ouvir nossa Ayla Maria.

Música, maestro

O melhor momento musical da sociedade cearense era a Tertúlia do Maguary, programa de nossa Turma do Líbano, todos os domingos. Começava cedo e terminava cedo, pois, à meia-noite, o Sax do Ivonildo mudava sem apelação, tendo seu pique na primeira metade dos anos 50 e foi até, acredito, 1956, quando as moças do Ideal se afastaram, e nós também, o Régis Jucá, o Adrísio Câmara, o Cláudio Perez, o Fernando Levy, o Márcio Aguiar.

Música, maestro

Música, maestro Lauro e Bitoca Fiúza são os detentores do célebre piano do Jacques Klein que ele adquiriu. Lauro é primo em segundo grau do grande artista cearense que evoluiu para o mundo, tendo sua avó, Maria Luiza Campello, sido irmã da mãe de Jacques.

Música, maestro

"Que eu não mereço a comida que você guardou pra mim", quando é o homem que canta, e "que eu não mereço a comida que você pagou pra mim", quando é a mulher que canta. Acontece que mulher não pagava pra homem, pelo menos naquele tempo.

Música, maestro

Quem pela primeira vez trouxe ao Ceará Caetano Veloso e Gilberto Gil foi o Degas aqui. Aconteceu numa promoção da Rhodia, que incumbiu de organizar dois espetáculos em noite de domingo, no José de Alencar, com oitenta artistas. Os dois não eram ainda nacionalmente conhecidos, mas, na véspera, à minha insistência, os dois deram uma canja no Ideal.

Música, maestro

Maior pianista cearense e um dos maiores do Brasil, Jacques Klein, fazia clássico, sobretudo, mas também popular. Filho de família nobre, Campello, embora não provida, teve a sorte de, no Rio, obter desejável patrocínio, nada mais nada menos que os Guinle, do Copacabana Palace e das Docas de Santos, além de dezenas de outras entradas.

Música, maestro

"Molambo", uma das mais belas criações do Cauby Peixoto, é considerado o Hino Nacional dos Cornos, face um dos versos, "depois de tudo o que ela me fez, eu jamais deveria aceitá-la outra vez". Esse tudo aí significando traição desenfreada.

Música, maestro

Sim, é verdade. Tommy Dorsey esteve no Ceará e levou sua orquestra, ainda hoje não está bem esclarecido, se pro Ideal ou se pro Maguari, pois, a esse tempo, o Náutico não havia ainda emergido como força, quer dizer, não baixara no Meireles.

Música, maestro

O Hino Nacional da crônica social, "Café Society", é quase sempre cantado errado, quando dizem, numa das estrofes, "Enquanto a plebe rude na cidade dorme...", pois, na realidade, é "dormes", chamando pro vocativo, "Enquanto, oh, plebe rude, na cidade dormes..." para rimar com "Jacinto de Thormes", que vem logo depois.

Música, maestro

A Orquestra Feminina do Ideal foi um dos pontos altos de uma das melhores administrações eminentemente sociais, a do gentleman Manoel Porto. Foi a Carmem Carvalhedo quem organizou, recrutando exclusivamente moças da alta sociedade, das quais, de pendores musicais, eram três, Tereza Perdigão, ao piano, Estrelinha Vasconcelos, na bateria, e, depois, Any Josette, ao violino. Às outras, ora, bastava o charme, embora não se possa omitir a voz colocada de Ana Maria Sales e a regência pausada da Marta Rocha, que o mastro Orlando Leite ensinou.