Não morra pela boca

A ceia deve encerrar as refeições do dia, constando de água e chás, porém, se a fome bater, apele por gorduras, tais 200mL de iogurte, abacate ou pequenas porções de queijos amarelos.

Não morra pela boca

Alergia ao leite de vaca é uma patologia promovida pela proteína desse leite, que pode ser originada por vinte diferentes tipos, e é doença gastrointestinal mais comum aos inferiores de três anos.

Não morra pela boca

Alimentos ricos em carboidratos: cebola, que deve ser usada apenas para temperar em pequenas quantidades, açúcares, arroz, batata, aipim, mandioca, cenoura, beterraba, farináceos de trigo e de amido de milho.

Não morra pela boca

Cerca de cinquenta por cento da população com diabetes não sabe que é portadora, só tomando conhecimento quando as manifestações se complicam. Alguns fatores são indicativos de grande risco, maioridade de 45, sobrepeso, obesidade central, antecedente familiar, hipertensão arterial, colesterol ou triglicerídeos.

Não morra pela boca

De Douglas Moreira e Heber Lopes: A deficiência de potássio no organismo faz com que o sódio se acumule no corpo, provocando edema, pressão arterial elevada, alterações nervosas, hipoglicemia e insuficiência cardíaca.

Não morra pela boca

Balanço energético positivo é quando a energia consumida é maior do que a quantidade de energia gasta na realização das funções vitais e de atividades em geral.

Não morra pela boca

A ingestão de bebidas alcoólicas é fator de risco para cânceres na cavidade oral, na faringe, na laringe, no esôfago, no fígado, no intestino e na mama. Acontece que, sem elas, a vida fica tão insípida que a morte não será indesejada.

Não morra pela boca

De Douglas Moreira e Heber Lopes: Recomenda-se fazer refeições três vezes por semana exclusivamente de maçã ou pera. Isso, para reduzir a possibilidade de angina pré-infarto.

Não morra pela boca

Para afastar a possibilidade da angina pré-infarto, sugerimos fazer cataplasma de coalhada sobre o peito, uma vez ao dia.

Não morra pela boca

Como o próprio nome diz, a angina pré-infarto é um alerta, um grave sinal de perigo. O abacaxi é uma fruta que, um dia por semana, de três em três horas, deve ser consumida, para ajudar na prevenção.