Disseram

De José Macêdo para Tavares de Miranda, em São Paulo: O Lúcio Brasileiro é o Ibrahim Sued do Ceará, só que alfabetizado.

Orgulho sem preconceito

Ser o jornalista diário mais antigo do planeta, com 65 anos de batente, respeitado pelos leitores e pelos colegas de profissão.

Orgulho

Disto me envaideço, jamais ter tomado uma pílula para dormir.

Orgulho

Nunca ter tentado derrubar ninguém e não gostar de ouvir notícia ruim, até mesmo sobre quem não aprecia.

Orgulho tenho

De haver carteado nas melhores e, por que não dizer, mais caras rodas da cidade e nunca ter dado um calote.

Orgulho tenho

Da fidelidade dos leitores, do reconhecimento dos patrões e do respeito dos colegas jornalistas.

Orgulho tenho

De não haver aceitado emprego federal do Governo de João Goulart, bastando apenas dar o nome, tudo porque o partido dele era o PTB e o meu a séria UDN, de Carlos Lacerda.

Orgulho sem preconceito

Ser o jornalista diário mais antigo do planeta, com 65 anos de batente, respeitado pelos leitores e pelos colegas de profissão.

Olho clínico

O empresário João Soares, dono do Shopping Benfica, e Maurício Xerez, primeiro diretor do Diário do Nordeste, foram descobertas que ensejam a vaidade do meu talento. E, embora distantes, mantêm a permanência da amizade, que também conquistei.

Orgulho sem preconceito

Ser o jornalista diário mais antigo do planeta, com 65 anos de batente, respeitado pelos leitores e pelos colegas de profissão.