Primeira página

La Belle Aurore, minha cabana cumbucana, vai sediar uma pousada de cinco construções de madeira e um pequeno bloco de apartamentos. Estarão prontos quando setembro vier, sob denominação de Casa do Caju, propriedade de francês casado com brasileira. Enquanto isso, estão pondo no chão os últimos vestígios da minha passagem, os dois quartos de hóspedes, que davam para as dunas ao sul. Onde tive a honra de abrigar os Embaixadores da França, trazidos pelo cônsul em Fortaleza, Gerard Boris. E, entre tantos amigos, lá dormiram Luís e Lurdes Gentil, Paulo e Lurdinha O'Grady, Luís e Lorena Frota, Luciano e Kênia Girão. Hermenegildo e Nádia Sá Cavalcante, Gustavo e Neiden Silva e as primas Edite Pinheiro Guimarães e Ignez Fiúza.

Primeira página

Sim, é Verdade, Mauro presidiu Adauto na primeira fase dos anos 60, e, na segunda, Adauto presidiu Mauro. Sim, é Verdade, São Luiz do Cocó tem agora empregado, Carlos, para anotar prontamente mercadoria que faltou, quando cliente notifica caixa. Sim, é Verdade, Cleide-Tim Corrêa foram beneficiados no caçulê francês que chef Bebê andou preparando no Ibiza. Sim, é Verdade, San Diego, minha pizzaria favorita em Porto Seguro, só fecha às dez da noite. Sim, é Verdade, Neuzemar Gomes de Moraes vai receber a Medalha de Ouro da Divine Francesa de Artes Letras e Cultura, pela área literária. Sim, é Verdade, oncologista Napoleão Neves e Solange usavam, domingo, o delivery do Don Pepe, na hora do almoço.

Primeira página

Sim, é Verdade, Consuelo, Ivens e Graça não deixaram passar o dia em branco, com mensagens que, nem precisa assinalar, direto ao coração. Sim, é Verdade, João Soares se manifestou em espanhol, endereçando ao "viejo camarada". Sim, é Verdade, amiga acertou maximamente, precisando nos tons das cores, amarelo e azul, forte e anil. Sim, é Verdade, sobrevivente da roda boêmia do Náutico, Frota Neto chamou de Brasília, pois demais, Lustosa, Newton e Mastroianni, só se for do Céu. Sim, é Verdade, Ana Naddaf, que teve seu horizonte em O POVO bastante ampliado, acenou nataliciamente por toda a Redação.

Primeira página

Deixei o lúgubre Cumbuco em busca da Bahia, só regressando às portas da Semana Santa. Encontrei Porto Seguro, que me pareceu uma festa, com as lojas abertas e as pessoas alegres na rua. O prefeito Natal, que se negou a cumprir os ditames oficiais de três da tarde para fechamento dos locais de lazer. Permitindo que os bares e restaurantes funcionassem até as dez. Alegando que não podia deixar os visitantes na mão e os empregados do pasteio sem ter o que fazer de noite. Assim, pude curtir sem relógio a pizza diária e entornar o chope da Itaipava, sob o generoso luar.

Primeira página

Amarelo não desbotado Trem Discrição Cerveja Bermuda Banho frio Leveza Pontualidade Empregado dedicado Amanhecer Entardecer Anoitecer Falar só de bem das pessoas Ter fé Saber de qualquer melhora dos amigos (saúde, finanças, amores) Filme antigo Pessoa confiável Bidé Notícia boa Mediterrâneo Bahia Empresário dando muito emprego Presente Andar a pé pelas ruas Francês (língua) Elogio Bom papo Alegrino Dar esmola Ser solteiro Receber carta não anônima Camisa justa Missa dominical das três horas da Matriz da Caucaia Presunto Pata Negra Leitor da coluna Desodorante bastão Partir sem ter ninguém deixando e na volta sem ninguém buscando Exame negativo Cheiro de gasolina Ordem Político sério Restô de beira de estrada Poder Executivo Melancia Pizza Respeitar e ser Praia de Iracema Programa Flávio Cavalcanti (TV) Arroz de Carreteiro Toalha de banho de casal Meus remédios Gorjetear E, daquilo que mais gosto, por hoje é só.

Primeira página

Sim, é Verdade, Wilma Patrício esteve conferindo esquina das ruas Paco e Quinta Avenida, cuja entrega da placa ela testemunhou, faz tempo, em Messejana. Sim, é Verdade, Wilson Ibiapina enviou preciosidade, via Fernando César, edição impressa em espanhol de Casablanca. Sim, é Verdade, Maria Amoreira mandou celebrar missa de ação de graças por aquele cavalheiro, em Nossa Senhora de Lourdes. Sim, é Verdade, Marquise distribuindo envelope que guarda máscaras antivírus sem deformar. Sim, é Verdade, Danilo e Valéria Gurgel, solícitos anfitriolos de Guaramiranga, felizmente já deixaram a marca do pênalti. Sim, é Verdade, Luciano Cesário, revelação radiofônica do ano passado, deixa CBN do Cariri e ingressa em O POVO.

Primeira página

Chamei Rio, fito apresentar condolências a Humberto Esmeraldo pela partida de Adauto Bezerra. Afinal, foi ele quem elegeu amigo governador, usando sua condição de filho adotivo de Geisel. E não apenas isso, ajudou-o a exercer, com sua influência junto aos ministros, por ser o porta-voz. Por outro lado, fiquei-lhe muito grato, pois, quando presidente da Transbrasil, abriu-me as portas da empresa aérea. Falou-se muito que ele iria ingressar na política, pois levava jeito, porém, quando o fez, aconteceu muito de leve, como suplente de senador.

Primeira página

Retrato 3x4 da Escola Unidos do Natal foi colhido segunda-feira no Ibiza. Éramos uns seis, todos firmemente propositados em derrubar carma negativo que afeta o primeiro dia da semana. Em ordem alfabética, Arnaldo Almeida, Carlos Araruna, Carlos Benevides, por ele e trazendo também o abraço do pai e do irmão Maurinho. Edilmo Cunha, Givaldo Sisnando, Murilo Belchior, Tim Corrêa, enquanto Secundino Duarte comandava representação lusitana. Papo dominou tarde escaldante, tanto se falando de coisa antiga como de coisa nova.

Primeira página

Folhinhas de Páscoa: Roberto Cabral, cujo pai, Zewaldo, tornou-se mais quente por nos dar o gelo, o Super-Ice. Ângela Cysne, que uma vez declarou que festa minha era bom de curtir, nem que fosse atrás da cortina. Djacir Freire Figueiredo, cirurgião plástico .... Denise Nunes, do Albergue Universitário .... Mozart Machado, notário público. Daniel Gutierrez, do Departamento Jurídico Dias Branco .... Carina Bezerra, verbete do Sociedade Cearense, na cota da Manuel Jesuíno. Jesus Cintra, fazendário remido .... André Linheiro, mercador vinícola. Zilma Melo .... E cantor Gustavo Serpa, todos nataliciantes de hoje, 7 de abril.

Primeira página

Do ex-deputado Mário Feitoza, gaudiosamente recebemos: Lúcio Brasileiro é relíquia que devemos preservar com alegria. Ele é grande, pois valoriza coisas e gestos que às vezes nem percebemos, cultua momentos, sendo parte da política, do econômico, do social e do ecumênico. Rígido com nossa gramática e com os cuidados comportamentais da ética e da etiqueta, ressalta gastronomia, bebidas, locais inesquecíveis. Generoso e muito atento aos fatos, que relata com frases divertidas, quebradas e soltas, ostentando critérios próprios. Ícone branco do magnânimo e ojerizador dos avarentos, como grande leitor, capricha por detalhes explicativos. Parabéns, grande amigo, e conte sempre com nossos respeitos, em Ibiza ou por aqui mesmo.