Sem Sucessão

Cine São Luiz, que o velho Severiano Ribeiro, em seu discurso de entrega, estabeleceu: a sala que hoje inauguramos demorou vinte anos para ser construída, no entanto, não estou dando à minha terra um cinema, porém, o maior cinema do Brasil!

Sem sucessão

Hoteleiro Pedro Lazar, que nos deu primeiro San Pedro, no Centro, e depois, Imperial, na praia.

Sem sucessão

Luís Campos, que me deu a coluna da Gazeta com apenas quinze anos, foi meu Pai, Filho e Espírito Santo.

Sem sucessão

Enfrentei muitas mulheres no pano verde, isto é, no biriba, mas saber cartear, só quatro, Sara Holanda, Rute Moreira da Rocha, Lucy Holanda e Lilian Lobo, todas, faz tempo, partintes.

Sem sucessão

Instalação do gelo Ice valeu, para propulsor Zewaldo Cabral, minha criação “o homem que se tornou mais quente por nos dar o gelo”.

Sem sucessão

Paulo Carvalho recebeu infarto no Rio, na mais tenra idade, todavia viveu ainda cinquenta anos, com seu coração avariado e recordista.

Sem sucessão

Iracema Plaza Hotel, onde aprontei por um quarto de século, com festas que, muitas vezes, pegávamos o sol com a mão.

Sem sucessão

Pedro Philomeno, da rede famosa em todo o Brasil, não teve igual.

Sem sucessão

Consta que Francisco de Melo Arruda teria construído Centro Massapeense do próprio bolso, quando ele desistiu, acabou, quer dizer, era o clube de um homem só.