Vesperal das moças

Ingrid Bergman não pagava os convites que as colunistas de Hollywood lhe mandavam, porque não apreciava essa convivência. A maior delas, Louella Parson, vingou-se quando a maravilhosa atriz sueca engravidou do diretor italiano Robert Rosellini. Deu o furo que escandalizou a América.

Vesperal das moças

Ingrid Bergman nunca se relacionou com suas colegas de Hollywood. Cito as duas maiores, Bette Davis e Joan Crawford, que eram estrelas, enquanto a sueca pretendia apenas ser atriz.

Vesperal das moças

Madeleine le Beau interpretou a Irene, amante de Bogart em “Casablanca”. É ela quem exclama “Vive la France!” quando o líder antinazista Victor Laszlo ordena a orquestra entoar “La Marselhaise”, no Rick’s Café de Casablanca.

Vesperal das moças

Frank Sinatra foi o segundo marido da bela Ava Gardner, que, após a separação, justificou: Tudo ia muito bem na cama, porém os desencontros começavam a caminho do bidé.

Vesperal das moças

Primeiro Oscar ganho por Ingrid Bergman foi com o clássico “À Meia-Luz", contracenando com dois grandes, Charles Boyer, que quis matá-la, e Joseph Cotten, que a salvou.

Vesperal das moças

Ingrid Bergman nunca se relacionou com suas colegas de Hollywood. Cito as duas maiores, Bette Davis e Joan Crawford, que eram estrelas, enquanto a sueca pretendia apenas ser atriz.

Interpretação

Diz-se canastrão não propriamente do ator que não sabe representar, porém, especificamente, daquele que faz todo papel da mesma maneira.

Sessão das quatro

Tenho quase a certeza de que foi este bloguista que descobriu, “Casablanca” foi único filme de Ingrid Bergman em que ela não contracena com mulher.

Sessão das quatro

O nosso São Luiz está envolvido em dois dos três Oscars com que foi aquinhoada a grande Ingrid Bergman. Ela foi a laureada estrela de Anastácia, que inaugurou o cinema, e anos depois, promovi, no mesmo local, face meus 20 anos de batente, a pré-estreia de “Assassinato no Expresso do Oriente”, que lhe valeu a estatueta de Coadjuvante.

Sessão das quatro

“Casablanca” está longe de haver ensejado o maior desempenho de Ingrid Bergman, que não conseguiu se destacar enfrentando todos aqueles virtuosos, dos quais a mais brilhante atuação ficou para Claude Rains, que fez o Capitão Renault, Chefe de Polícia.