Celeiro

“Vale Mais do Que Pesa” trata-se, no caso, do modo de este colunista tratar o empresário cearense de São Paulo Cláudio Vale.

Celeiro

“Obra-prima do Criador” foi como este colunista passou a designar uma das preciosidades da cidade, o empresário Edilmo Cunha, exemplo de comportamento pessoal e relação com os amigos.

Celeiro

Chamo de “civil” a pessoa que está presente em uma festa sem ter obrigação de estar ali. Por exemplo, um parente dos donos da casa não é civil.

Celeiro

Não foi propriamente uma criação deste colunista, mas não costumo chamar os militares brasileiros de militares, prefiro “brasileiros fardados”, para designar a elite brasileira, que são, indubitavelmente, os militares.