Grandes momentos

Sou Benemérito do Náutico, título que me foi consignado pelo presidente Joaquim Guedes, tendo no Conselho Deliberativo Meton César. Antes, na administração Paulo Accioly e Ary Araripe no Deliberativo, fui agraciado com a Sociedade Honorífica. Foi o clube da minha primeira juventude e o único do qual fui pagante.

Consagração

Coube ao governador Cid Gomes apor em minha lapela a Medalha da Abolição, criada por Virgílio Távora. Sendo a maior honraria do Estado do Ceará, pode consignar, por edição, um ou pelo menos dois merecedores.

Pia

Eduardo Campos é o “Meu Patrão Inesquecível”. Não vou aqui estabelecer se foi o melhor, mas, seguramente, o mais diferente. Presidiu a Academia de Letras, onde ingressou com a maior bagagem da literatura cearense.

Ação preferencial

Quando assessorava o Clube de Diretores Lojistas, no Edifício Santa Lúcia, construído pelo Pai da Moderna Cardiologia Cearense, Antônio Jucá, havia disputa acirrada entre o grupo liderado por Clóvis Rolim e o grupo do Inácio Parente, alcunhado por mim de Clovistas e Parentistas.

Elas por elas

Lurdes O’Grady foi uma das minhas melhores amigas, que chegou a disputar o título de Miss Ideal e depois venceu para Miss Diários, não chegando, entretanto, a disputar com Emília Correa Lima, depois Miss Brasil. Soube encarar a vida, mesmo quando a medicina desenganou.

Grandes momentos

Quando dona Luíza Távora me apresentou ao general Castello Branco, no 410 da Barão de Studart. A Primeira-Dama acentuou que eu havia posto Olga Barroso na lista das Dez Mais e não a havia escalado. Reação do Presidente: É que ele é do PTB, Luíza.

Pia

"Ponte Capitão Bosco", que liga Icaraí à Tabuba. Acontece que foi o engenheiro em questão quem a construiu, do próprio bolso.

Os anos não trazem mais

Ainda morro de saudade da sopa da Braga, cozinheira da Fazenda Cedro, de Quixadá, onde fui hóspede dos meus amigos Edmilson e Nicinha Pinheiro em vários carnavais.

Iniciativa

Votação inata para comandar. Quando Ibrahim Sued foi casar, Eutímio Moreira e eu fomos convidados para ir ao Rio, mas cadê o dinheiro da passagem? Chamei o Eutímio e disse: vamos procurar o Celso Nunes da Panair, e ele encaminhará nosso pedido dos bilhetes à matriz do Rio, e sendo para o Ibrahim, a diretora vai aprovar. E foi o que aconteceu. Lá estávamos, na Capela da Universidade do Brasil, abraçando o confreiro famoso que se amarrava.

Homem de ação

O Gala dos Solteiros foi instituição deste repórter, um baile a rigor, em que cada solteiro chamava os amigos casados e suas respectivas. O último aconteceu em 1986, no Imperial Palace do Pedro Lazar, e o evento foi, indiscutivelmente, o mais brilhante da sociedade cearense, todo mundo querendo ser convidado.