Apanhado

Guilherme Gouveia foi um dos deputados estaduais que o empresário José Macêdo mais apreciou, pela seriedade. Penso que a razão foi que o representante de Granja foi um dos raros que não o achacaram, quando tramitava, na Assembleia, a liberação dos impostos para seu moinho Fortaleza.

Apanhado

Esse mérito ninguém tira do Gonzaga Mota, pois foi quando Governador compareceu à televisão, para proclamar que iria permanecer, para fazer Tasso seu sucessor, que o Ceará começou a acreditar que o Galeguim de “oi azul” poderia vencer o então favorito Adauto Bezerra.

Apanhado

Dos empresários que ingressaram na Câmara Federal, José Flávio Costa Lima, que operava com algodão, foi o que obteve mais destaque, em dois mandatos, sobretudo no primeiro. Além do fato de que, pertencendo a família política, lá pras bandas do Aracati, não podia ser tachado de paraquedista.

Apanhado

Tendo permanecido no Governo e apoiado Tasso para seu sucessor, Gonzaga Mota passou quatro anos sem mandato. Reapareceu como candidato a deputado, condição que lhe foi renovada, só não conseguindo êxito quando tentou o terceiro e ficou na suplência. Gonzaga foi protagonista da fidelidade do eleitorado e dos amigos, fato que não é comum, pelo contrário.

Apanhado

Em 1962, a UDN tinha uma lista de quatro candidatos a Governador: Adahil Barreto, Edival Távora, Guilherme Gouveia e José Flávio Costa Lima. Se não tivesse havido a União Pelo Ceará, que ungiu Virgílio Távora, quem teria mais condições de ser eleito? Eu diria que Adahil, por ser o único dos quatro com expressão eleitoral na Capital.

Apanhado

Gonzaga Mota poderia ter sido Presidente da República. Negócio seguinte: Tancredo Neves mandou um jatinho apanhar o Governador do Ceará, direto a Belo Horizonte. Ali, ele próprio esperava no aeroporto Gonzaga, a quem informou que a Ala Radical do MDB não aceitava Sarney como candidato a vice e que o nome seria ele, Gonzaga, que alegou estar em meio de mandato e sua única aspiração seria concluir o que o povo cearense delegara, perdendo assim a chance de ser o condutor do País, com a morte de Tancredo.

Apanhado

Milton Campos foi um dos políticos de maior seriedade que já existiram no Brasil. Nomeado para Ministro da Justiça da Revolução, desistiu, quando Castello Branco foi obrigado, pela Linha Dura Militar, a promulgar o AI-2. Ao apresentar seu ato de demissão, disse ao homem que tanto apreciava: A diferença, Presidente, é que o Ministro tem a quem pedir pra sair, porém o senhor não tem.

Apanhado

Um dos deputados estaduais mais prestigiados pelo governador Plácido Castelo não pertencia a seu partido, a Arena, porém ao MDB. Foi Deusimar Lins Cavalcante, e ambos tinham sido companheiros de uma legenda pequena das antigas agremiações, extintas por Castello Branco, PSP. E quando um saía suplente, o outro se dispunha a pedir licença, para que ele assumisse.

Apanhado

Geisel foi o Pai da Abertura, mas os bem informados sabem que quem desbaratou a Linha Dura da FAB foi Garrastazu Medici, negando a promoção de Bournier e seus companheiros radicais a Tenente-Brigadeiro, proposta pelo ministro Márcio de Souza Melo, que com eles parecia comungar.

Apanhado

Ézio Pinheiro chegou a ser, de uma tacada só, secretário de Agricultura, deputado, professor de cursinho de vestibular, diretor de banco e construtor de hotel que não vingou. Foi um dos meus primeiros amigos em sociedade e um cara muito legal.