Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: Um mal necessário não se transforma em um bem.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: a eternidade é especialista em doenças do coração.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: Pintor de domingo, seus quadros são um dia de descanso.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: Impulsos são essas coisas que a natureza nos dá pra nossa educação controlar.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: uma coisa é certa; aplicada no momento certo, a eutanásia cura os doentes dessa tola mania de consultar médicos.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: a família tradicional é feita da mesma maneira que as outras, mas em lençóis de linho.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: quando todo mundo quer saber é porque ninguém tem nada com isso.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: não se muda ninguém. O máximo que se pode exigir das pessoas porcas é um mínimo de porcaria.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: tão covarde que não apagava a luz quando ia sair de casa, com medo de que houvesse alguém escondido no claro.

Encontro com Millôr

Sim, o Fernandes: tão medíocre que nem no dia do próprio enterro conseguiu ser o centro das atenções.